sexta-feira, 15 de agosto de 2008

O PINGO D'ÁGUA

As ondas do mar se debatem
Dia e noite sem parar
Preparando o oxigênio
Para a vida continuar

Sai de um pingo d'água
A natureza me incubou
Me preparo para a volta
pois já sei pra onde vou

A mãe natureza me acolheu
Preparou minha evolução
E revelou minha verdadeira origem
Pois essa agora é sua missão

Fez o homem da energia da agua
Por isso ele guarda a semente
Mulher energia da terra
A incubadora e regente

te agradeço mãe natureza
Estou feliz por essa grande verdade
De conhecer a minha verdadeira originalidade
Que é minha verdadeira identidade.

PÉROLAS SOLTAS DO ALÉM
Autoria Odete.P

2 comentários:

Cristina disse...

Oi Odete, sou amiga da Helena Souza e vim conhecer teu blog. Parabéns...sensacional!

Bjs

http://bycristina.zip.net

Marc disse...

Você tem um dom maravilhoso, Odete. Suas rimas são suaves, belas e cheias da sabedoria racional. Além de uma grande artista da palavra escrita, você é uma pessoa muito consciênte, com uma mente e uma sensibilidade maravilhosas.
Adoro o que você escreve. Por favor, não pare seu trabalho.

Beijão! Te adoro!