terça-feira, 29 de julho de 2008

O VERDUGO

Pobre pensamento, pobre imaginação
Não vais além de uma ilusão
Não transpassar a esfera do sol
Pois te queimas no cinturão
Vermelho incandescente da vibração

Elétrico e magnético
Pensamento e imaginação
É o verdugo da lapidação
Lapida sem dó e sem piedade
Fazendo sofrer toda a humanidade
Pois esta é a sua missão

Chegou a hora de te retirar
Terminou o teu império
Já não podes mais reinar

Chegou a luz racional
Para toda a Humanidade
Universo em desencanto
É a grande verdade
É a verdadeira razão de ser
É a causa original
A razão é raciocínio
Raciocínio é racional.

Livro: EM BUSCA DA VERDADE
Autor: O.P.P.

Um comentário:

Aroldo disse...

Odete seus poemas são lindos, bem racionais e com muito sentido verdadeiro, quem desenvolve o Raciocínio certamente entenderá do que se trata.!!!Parabéns...Aroldo